TOC: Africana Studia, n. 27, dedicado a José Capela e a história de Moçambique

Kathleen Sheldon's picture

Africana Studia. Revista Internacional de Estudos Africanos. International Journal of African Studies (Porto, CEAUP), nº 27, 2º sem. 2016 [Maio, 2018]
Número especial: José Capela e a história de Moçambique: 45 anos depois de ‘O vinho para o preto’, coordenado por Eugénia Rodrigues e Augusto Nascimento

http://www.africanos.eu/ceaup/index.php?p=g&n=502
 

Dedicado a José Capela e à História de Moçambique, na sequência do colóquio de homenagem realizado em 2017, no CEAUP, Universidade do Porto, e co-organizado pelo Centro de História da Universidade de Lisboa, o Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, o Centro de Estudos Internacionais do ISCTE/Instituto Universitário de Lisboa, e as seguintes universidades moçambicanas: Universidade Eduardo Mondlane, Universidade Pedagógica e Universidade do Lúrio.
 

Índice
 
Editorial, 5-7
Eugénia Rodrigues e Augusto Nascimento
 
José Capela e a história de Moçambique: 45 anos depois de ‘O vinho para o preto’
 
Representações de Moçambique na época moderna
 
A África do Sudeste nos relatos de naufrágios do século XVI - Para uma compreensão genealógica das categorias de representação geográfica e antropológica, 13-20
Glória de Santana Paula
 
Rotas e esfarrapadas: a precariedade da vida militar na Capitania de Moçambique e Rios de Sena no século XVIII, 21-36
Ana Paula Wagner
 
Escravatura e tráfico de escravos em Moçambique
 
Os conceitos de escravidão na obra de José Capela: uma leitura jurídica, 39-50
Margarida Seixas
 
Memórias da diáspora: diálogos históricos entre Moçambique e as ilhas Mascarenhas, 51-66
Aurélio Rocha
 
O negócio do tráfico negreiro de João Rodrigues Pereira de Almeida, o Barão de Ubá, e da firma Joaquim Pereira de Almeida, em Moçambique, c. 1808-1829, 67-80  
Carlos Gabriel Guimarães
 
Dinâmicas sociais no norte de Moçambique no século XIX: escravidão, comércio, deslocamentos e mobilidade social, 81-93
Regiane Augusto de Mattos
 
Transformações sociais. Moçambique na época contemporânea
 
Os Khokholo dos Chopi no contexto político dos finais do século XIX no sul de Moçambique, 97-110
Mario José Chitaúte Cumbe
 
Equids in Mozambican history: the role of zebras, donkeys, horses, and their hybrids, 111-126
William G. Clarence-Smith
 
Moçambique entre greves ferroviárias e ‘Modus Vivendi’ (1920-1926), 127-148
M. F. Silva e Maciel Santos
 
O terror nas colónias como prelúdio do fascismo, 149-166
João-Manuel Neves
 
José Capela e a Igreja Católica, 167-176
Eric Morier-Genoud
 
As vicissitudes políticas nas sucessivas vidas da ‘Voz Africana’ em defesa dos africanos, 177-196
Augusto Nascimento
 
A Renamo, um assunto para historiadores e cientistas sociais, 197-204
Michel Cahen
 
José Capela e a historiografia de Moçambique
 
Moçambique pelo seu povo. Mozambique: Many People, Many Stories. Contested Masculinities & Gendered Perspectives, 207-220
Jeanne Marie Penvenne
 
José Capela, transversalidade de discursos e práticas em sistemas existenciais excludentes em Moçambique, 221-238
Martinho Pedro
 
O Kairós da análise do fenómeno da escravatura na obra de José Capela, 239-253
Pedro Pereira Leite
 
Entrevista
 
Entrevista a Eduardo Medeiros, 257-263
Eugénia Rodrigues e Augusto Nascimento
 
África em debate. Poderes e identidades
 
Army in African countries in conditions of armed conflicts (On the exemple of the Democratic Republic of Congo), 267-277
Galina Sidorova e Igor Harichkin
 
Notas de leitura
L’Ultramar intéresse-t-il les éditeurs portugais ?, 281-296
René Pélissier
 
José Capela, O Tráfico de Escravos nos Portos de Moçambique 1717-1904, 297-299
Jorge Ribeiro
 
 

 

Categories: Journal TOC