Preservar memórias, difundir arquivos

Maria Dávila's picture

Preservar memórias, difundir arquivos
9a sessão do Ciclo de Seminários “Arquivos & História: estado(s) da(s) arte(s)"(2016-17), dia 22 de Junho, na Torre do Tombo, às 16h. Entrada live


Data: 22 Junho, 2017
Local: Lisboa, Arquivo Nacional da Torre do Tombo
Organização colab.: IEM-FCSH/NOVA; CHAM-FCSH/NOVA, UAc; IHC-FCSH/NOVA; Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas

Os arquivos são locais de memórias, essenciais ao conhecimento e compreensão de um país, que se configuram em documentos de diferentes formatos, suportes e códigos, produzidos ao longo do tempo por diferentes técnicas e tecnologias, os quais o homem teve sempre a noção de que necessitava de preservar para garantir direitos, deveres ou apenas recordar, porque “recordar não é só viver, é viver bem” (Paulo Bertolucci).

A preservação por sua vez exige às instituições grandes esforços, contando com a diversidade e complexidade de equipamentos necessários às diferentes áreas, recursos humanos especializados e atualizados para além de políticas de gestão que permitam a preservação de diferentes conteúdos, quer analógicos, quer digitais, a longo prazo. 

Outro dos corolários dos Arquivos é a difusão, pois na era da globalização e imprescindível a afirmação da identidade de um povo. Difundir o património arquivístico, arquivo a arquivo, contribuindo para uma rede integradora e global, é a melhor forma de enriquecimento de um país e de acentuar a sua diferença, dando assim, o seu contributo democrático para uma História globalizante. 

Esta sessão conta com a participação de Inês Correia (DGLAB/ANTT), Anabela Ribeiro (DGLAB/ANTT), Luís Pereira (conservador restaurador) e com a moderação de Maria de Lurdes Rosa (IEM-FCSH/NOVA).